top of page
Buscar
  • sindivestedesign

Maurício Duarte faz desfile no Museu Nacional da República


O Museu Nacional da República abrigou o evento de lançamento do 16º Salão do Artesanato, que movimentará o Pátio Brasil Shopping em novembro. Na galeria principal, que recebe a exposição Mundo de Transformação, da artista plástica Daiara Tukano, o destaque foi o desfile de Maurício Duarte, estilista do São Paulo Fashion Week.

Para apresentar a coleção “Tramas”, assinada pelo designer e confeccionada em colaboração com artesãos de comunidades amazônicas, havia todo um contexto de valorização da cultura dos povos originários, desde o cenário, passando pela música, até o casting, que incluiu modelos e personalidades indígenas como a deputada Célia Xakriabá e o estudante Yaponã, filho de Sonia Guajajara, ministra dos Povos Indígenas.

Na ocasião, os sócios Rômulo Mendonça e Leda Simone, à frente da Rome Eventos, receberam representantes do Governo Federal, do Governo do Distrito Federal, do Congresso Nacional, de entidades como Sebrae, corpo diplomático, formadores de opinião e convidados.

“Estar dentro de um museu, com toda essa estrutura acontecendo, ao lado de outros artistas e profissionais indígenas, é muito importante. Estamos aqui para contar nossa história a partir de nós mesmos. Chega de contarem o que acham que sabem sobre nós. Então, trazer a coleção, falar de artesanato para o pré-lançamento de um evento do porte do Salão do Artesanato é um uma conquista na forma como nos apresentamos ao mundo, nos percebemos e somos percebidos”, afirma o designer.

A escolha de Maurício para marcar o evento se justifica nessa estreita ligação que ele tem com o artesanato, desde sua adolescência, acompanhando a mãe a feiras e pintando camisetas. “Suas peças, além do próprio talento, carregam habilidades, artes e saberes artesanais da floresta amazônica, e preservar, apresentar, valorizar e atuar para perpetuar essa grande riqueza da nossa terra é o objetivo primeiro do nosso evento. Também nesse sentido, o Mauricio é super representativo e emblemático para o 16º Salão do Artesanato”, completa Leda.

Sobre a 16ª edição que se aproxima, Rômulo adianta que este ano o salão ocupará uma área de 5 mil m² com artesãos selecionados de todos os estados brasileiros e com uma grande representação do artesanato do DF. “São os melhores artesãos do país, com sua melhor produção. Teremos, inclusive, área reservada para exposição e oficinas de arte indígena e quilombola. Nos tornar uma experiência de valorização da acessibilidade, sustentabilidade e inclusão social é um compromisso do Salão”, garante Rômulo.

O desfile da coleção “Tramas”, de Mauricio Duarte foi realizado pela Rome eventos, com produção de Marina Sakamoto, styling de Sávio Drew, assistência de Caroline Cortes, beleza de André Gagliardo, modelos Scouting e modelos e personalidades indígenas convidadas a desfilar.






Sobre a coleção “Tramas”

A coleção ‘Tramas’ homenageia a construção das cestarias indígenas e contou com a participação de 16 comunidades indígenas em sua produção. As formas geométricas presentes nos cestos e balaios são as principais inspirações para as peças de formatos cilíndricos e circulares, que remetem aos tipitis, balaios e luminárias da infância do designer.

As fibras de arumã e tucum, usadas na fabricação de objetos de comunidades tradicionais, são as principais matérias-primas da coleção e transmitem a ideia de que o artesanato pode estar presente na moda da mesma forma que pode ser interpretado como decoração.

A coleção utiliza uma abordagem de alfaiataria moderna, com tecido 100% algodão da Vicunha Têxtil, e malharia fluida, com tecido que mescla algodão e juta cedidos pela Textilfio. Durante o processo artesanal, a fibra de arumã é utilizada para a confecção das peças mais estruturadas, como as faixas que acompanham os chemises, os acessórios de cabeça e a saia com corset, destaque da apresentação. Já a fibra de tucum, que é mais maleável e semelhante a uma renda, aparece tanto na forma natural, como em fios encerados com breu branco.

Para desenvolver a coleção, Maurício viajou a São Gabriel da Cachoeira, que abriga a maior quantidade de povos indígenas no Amazonas para conhecer melhor a origem da matéria-prima e identificar qual povo desenvolveu o artesanato. O trabalho rendeu uma estreita colaboração com os artesãos, refletindo a cultura e o fazer manual, e buscando trazer para as passarelas a visão de Maurício, que acompanhou de perto todos os processos, da colheita à confecção.



Sobre Maurício Duarte

Nascido no Amazonas há 28 anos, Maurício Duarte é indígena do povo Kaixana. Hoje à frente da Maurício Duarte Brand, chama a atenção por um trabalho de une beleza, qualidade e propósito. Ele, que vem desenvolvendo o seu talento desde a adolescência, quando começou a personalizar camisetas com pinturas à mão e a participar de feiras de artesanato ao lado da mãe, buscou formação no Senai e se sobressaiu. Foi então que ganhou uma bolsa para cursar Moda na Faculdade Santa Marcelina, na capital paulista.

Em 2019 abriu o seu ateliê, e mesmo com todas as dificuldades que chegaram com a pandemia, em quatro anos estreou nas passarelas da São Paulo Fashion Week, sendo um dos destaques da edição 2023. Construída e pautada por princípios de sustentabilidade e economia circular, a marca foca nos processos criativos de maneira artesanal e slow fashion.

Maurício trocou Manaus por São Paulo, mas levou a floresta destro de si. A ancestralidade e contemporaneidade se encontram em suas criações. Apesar de conectado às suas raízes, foge dos estereótipos e da forma rasa e preconceituosa com que, muitas vezes, a cultura dos povos originários é tratada e retratada. Como indígena não aldeado, interpreta o choque entre a selva de pedra e a floresta, num resultado poético e de muita reflexão.



Sobre o Salão do Artesanato

O Salão do Artesanato acontece em Brasília desde 2008, com 13 edições realizadas na capital do país e duas em São Paulo, e está entre os maiores eventos de artesanato do país. A cada ano são expostas peças artesanais de mais de mil artesãos no evento que conta com a participação de todos os estados brasileiros e parcerias importantes como do Programa do Artesanato Brasileiro – PAB/Ministério do Empreendedorismo, da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte/Governo Federal, Secretarias de Estado de Turismo e de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal e SEBRAE.

Salão do Artesanato Pátio Brasil Shopping De 15 a 19 de novembro Site: www.salaodoartesanato.com.br Instagram: @salaodoartesanatooficial


Fonte: Finissimo

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

INFORMATIVO MPME Nº14

Programa "Desenrola Pequenos Negócios" promove Renegociação de Dívidas para MEIs, Micro e Pequenas Empresas O programa "Desenrola Pequenos Negócios" para renegociar dívidas de MEIs, micro e pequenas e

Comments


bottom of page