Rio de Janeiro recebe primeiro fórum internacional de moda sustentável

20/05/2019

Na semana do Meio Ambiente, o Rio de Janeiro vai se transformar em uma verdadeira vitrine para a moda sustentável produzida no Brasil e no mundo. Idealizado pela diretora criativa Yamê Reis, o Rio Ethical Fashion (REF) – que conta com o apoio do Instituto C&A, apoio estratégico do Instituto-E, idealizado e presidido por Oskar Metsavaht, e consultoria de marketing sustentável de Lilly Clark –, acontece nos dias 6, 7 e 8 de junho. O evento ocupará dois diferentes locais da cidade, reunindo nomes reconhecidos internacionalmente na indústria para debater, criar parcerias, inspirar e difundir os valores da sustentabilidade na moda brasileira.

A atividade central será realizada no dia 7 de junho, no teatro do Oi Casa Grande. Com capacidade para 850 pessoas, a conferência será composta por 14 painéis que apresentam cases de sucesso e colocam em pauta temas como “Desafios da sustentabilidade no Brasil”, “Ética e o novo luxo”, “Design e economia circular”, “Novos modelos de criação, produção e consumo” e outros. Os ingressos estão à venda por meio do site do evento: https://www.rioethicalfashion.com/.  

 

Entre os convidados estão expoentes da moda sustentável no país como André Carvalhal e Bia Saldanha, além de convidados internacionais como Simone Cipriani – criador do Ethical Fashion Initiative –, o francês François Morrilion – fundador da VERT, marca de tênis sustentável –, Marieke Eyskoot – uma das principais especialistas em sustentabilidade da Holanda – e Alfredo Orosio, co-fundador da Away to Mars. 

 

Encontros acadêmicos e para o mercado

 

O dia anterior à conferência, 6 de junho, será marcado pelo encontro “Moda e Academia – Ética e Inovação”, voltado exclusivamente para educadores de todo o país. A reunião será realizada no IED RIO (Instituto Europeu de Design) e promoverá o debate sobre os novos conteúdos e desafios do ensino da moda no Brasil. O evento é gratuito e aberto ao público, com lotação limitada por ordem de chegada. No mesmo dia será realizado um Swap Market, uma feira de trocas de roupas aberta ao público e com capacidade para 100 pessoas. O evento será comandado pelo americano Patrick Duffy, fundador da Global Fashion Exchange, uma plataforma internacional que promove a sustentabilidade na indústria da moda.

 

Aproveitando a presença dos profissionais na cidade, no dia 8 de junho acontece o “Agenda Moda Brasil – Living Lab”. O evento realizado no IED Rio tem como objetivo reunir um grupo interdisciplinar composto por empresas de moda, instituições, entidades públicas, ativistas, acadêmicos e empreendedores que trabalhem juntos na criação de um documento que busque soluções, serviços e novos modelos de negócio, para trazer inovação para o mercado. O evento tem lotação limitada e as vagas serão preenchidas por ordem de chegada. 

 

Aplicar o conceito de desenvolvimento sustentável à indústria da moda é o grande desafio de toda a cadeia produtiva para os próximos anos, considerando que 2030 é o ano limite para a implantação de medidas sustentáveis em todas as empresas do planeta. "A moda está vivendo um esgotamento do modelo de superprodução e consumo, e isso está sendo pensado pelos profissionais da indústria no mundo todo. O REF pretende colocar o Brasil nessa discussão através da troca de experiências inovadoras, mostrando a força da nossa indústria que é uma das maiores do mundo, e compartilhando nossas ações para a construção de uma moda responsável e limpa", afirma Yamê Reis. 

 

Impacto da moda no mundo 

 

O Rio de Janeiro sempre foi palco de grandes discussões ambientais. Na cidade aconteceram a Eco-92, a maior conferência sobre o tema já realizada no planeta, e a Rio+20, que deu continuidade a essa agenda. Agora, o Rio Ethical Fashion traz à tona a discussão sobre a sustentabilidade na moda. O encontro acontece no momento em que as Nações Unidas pretendem assumir um papel de liderança no assunto, por meio da criação da Alliance for Sustainable Fashion (Aliança para a Moda Sustentável) – que tem o objetivo de disseminar boas práticas da indústria. O setor gera cerca de 2,4 bilhões de euros em negócios e emprega cerca de 75 milhões de pessoas em todo o mundo, mas é origem de 20% das águas residuais mundiais e participa na liberação de mais de 500 mil toneladas de microfibras de plástico nos oceanos a cada ano. As atividades cumulativas do ramo produzem entre 8% e 10% da totalidade das emissões de carbono do planeta. 

 

Dia 06/06 (quinta-feira):

 

Das 10h às 14h, no IED Rio: Moda e Academia – Ética e inovação (atividade para educadores de moda com transmissão ao vivo na biblioteca do Ied - sujeito a lotação limitada com por ordem de chegada); 

Das 16h às 19h, no terraço do IED Rio: Clothing Swap by Global Fashion Exchange (feira de trocas);

 

Dia 07/07 (sexta-feira): 

Das 9h às 17h, no Oi Casa Grande: Fórum Internacional Rio Ethical Fashion (compra de ingressos pelo site https://www.rioethicalfashion.com/);

A partir das 18h, na Livraria da Travessa: Noite de autógrafos do livro “This is a Good Guide - for sustainable life”, da autora holandesa convidada do evento, Marieke Eyskoot;

Dia 08/06 (sábado): 

Das 10h às 14h, local a confirmar: Agenda Moda Brasil – Living Lab (evento para convidados e transmissão ao vivo na biblioteca do Ied - sujeito a lotação limitada por ordem de chegada).

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • Ícone Instagram
Instagram
  • Branco Facebook Ícone
Facebook

SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DO VESTUÁRIO DO DF 

(61) 3234-0414

SIA trecho 04, lote 1130

Edifício SENAP I (Cobertura)

Guará - Brasília /DF     Cep: 71200040 

© 2018 SINDIVESTE - SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DO VESTUÁRIO DO DF