Finíssimo Aposta: Conheça a Ouse, marca de acessórios que carrega a a exclusividade em seu DNA

17/08/2018

 

As formas geométricas estão espalhadas por todos os cantos de Brasília e, talvez por isso, os moradores da capital federal sejam tão apegados a tais imagens. Prova disso é a boa aceitação da Ouse, marca de acessórios das designers Jessica de Figueiredo e Bruna Costa, que usam o contraste de formatos e ângulos para chamar a atenção dos fashionistas da cidade.

 

Feitas em MDF, as peças da dupla têm um design descomplicado e relativamente simples, mas a escolha de cores e shapes acabam tornando os brincos e pulseiras poderosos complementos para finalizar um look. De olho no upcycling, Jessica e Bruna também reutilizam retalhos de couro sintético excedentes da produção de outras empresas para compor suas criações.

 

 

 

 

 

 

Prezando pelo caráter artesanal de seus produtos e também pela exclusividade, as sócias executam uma tiragem bem limitada de cada modelo. “Acreditamos que toda peça feita artesanalmente é única, assim como as pessoas, então procuramos fazer uma tiragem bem limitada de cada peça e não trabalhamos com coleções. Dividimos nossas criações em linhas, de acordo com as cores e formas: Glam, Street e Boho”, detalha.

 

Todos os acessórios da Ouse são idealizados e produzidos por Jessica e Bruna, que adquirem suas matérias primas em Brasília e Goiânia. “As ideias surgem por meio de algumas definições de temas ou alguma inspiração do cotidiano, como viagens e pesquisas.

 

Desenhamos, vetorizamos o desenho, levamos para cortar, lixamos, pintamos e montamos as peças. Na maioria das vezes, nossos modelos são inspirados no consumidor local, mas também buscamos inspirações em tendências de fora”, relata Jessica.

 

Inicialmente, as designers criavam tudo de forma manual, com tesouras e estiletes, mas hoje usam a tecnologia para dar um melhor acabamento aos produtos. “O que ajudou bastante na produção das nossas peças foi a abertura de espaços colaborativos que nos trouxeram recursos para aprimorar nossa produção. Hoje, o corte é feito numa máquina a laser em um Maker Space”, conta.

 

 

 

 

 

 

Com uma produção ainda tímida, elas fabricam cerca de 40 peças por mês, mas, com o lançamento de sua loja online, previsto para o final do ano, elas esperam triplicar a produção. Atualmente, a Ouse está presente na loja colaborativa do estúdio de tatuagem Les Tatouers, na 412 Norte, no Instagram e em algumas feiras e eventos pela cidade.

 

Confira o resto do bate-papo que tivemos com a dupla responsável pela Ouse:

 

Como começou a relação de vocês com a moda?

 

Jessica: Sempre me identifiquei com as áreas de criação, principalmente manual, até que vi na moda uma forma de juntar minha paixão pelo design com a vontade de criar, decidindo assim cursar a faculdade de moda.

Bruna: Eu sempre gostei de acessórios e sempre tive admiração por pessoas que usavam a criatividade para criar esses itens que dão um toque especial a quem os usa. Comecei fazendo fotos com algumas marcas e, por gostar da proposta da Ouse e também de criar novas coisas, acabei entrando nessa parceria linda com a Jessica.

 

 

                                  Jessica de Figueiredo                                                                                                      Bruna Costa

 

E a marca, como e quando surgiu?

 

Jessica: Quando eu estava cursando moda, me veio uma vontade de criar algum produto para empreender nesse ramo. Tenho uma paixão enorme pelo trabalho manual, então tinha que ser algo em que eu conseguisse fazer desde a criação até a produção. Eu nunca me dei muito bem com a costura, então vi nos acessórios uma oportunidade de usar minhas habilidades, trabalhando em todo o processo da peça. Mas ao mesmo tempo eu não queria criar apenas mais alguma coisas para as pessoas consumirem, então a proposta era desenvolver peças exclusivas, com um design diferente, onde as mesmas pudessem ajudar nossos clientes a se empoderarem e externarem sua personalidade.

 

Qual o público-alvo de vocês? Para quem as peças Ouse são feitas?

 

Bruna: Nossas peças são feitas especialmente para pessoas que gostam de inovar, que valorizam a produção do que consomem, que encontram nos acessórios uma forma de se expressar e que levam suas vidas de forma ousada, acreditando que cada detalhe de um produto faz parte da sua história.

 

 

Como tem sido a resposta do público brasiliense? Os moradores da capital estão priorizando a produção local?

 

Jessica: De alguns anos para cá, o brasiliense tem buscado conhecer e a consumir mais os produtos locais, devido ao aumento do empreendedorismo criativo na cidade, onde temos mais acesso aos produtos de criadores em feiras e lojas colaborativas. Mas no nicho da moda, em específico, o brasiliense ainda dá uma prioridade maior para produtos que vem do trecho Rio -São Paulo. Nas oportunidades que tivemos de expor fora de Brasília, deu para sentir que há uma valorização maior do produto.

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • Ícone Instagram
Instagram
  • Branco Facebook Ícone
Facebook

SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DO VESTUÁRIO DO DF 

(61) 3234-0414

SIA trecho 04, lote 1130

Edifício SENAP I (Cobertura)

Guará - Brasília /DF     Cep: 71200040 

© 2018 SINDIVESTE - SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DO VESTUÁRIO DO DF