Moda e gênero: estudo completo sobre o tema é lançado

Relatório documenta como transformações comportamentais se expressam nas tendências.

 

atualidade: o gênero. Ou mesmo a abolição dele. A prova disso é o resultado do estudo "O poder do gênero", capítulo final da série de seis relatórios produzidos pela Malha — movimento de moda colaborativo e sustentável, fundado por Herman Bessler, em parceria com o Instituto C&A. Debora Albu, uma das principais estudiosas desses temas, coordenou o trabalho.

 

 

Para estudiosa, a nova geração de feministas está transformando a nossa realidade - Greg Kantra

 

— A moda entra para ajudar a democratizar essa discussão. Nossa roupa reflete todas essas transformações que não podem mais ser ignoradas. Temos uma série de marcas investindo na ausência total de gênero em suas peças. Isso é reflexo do momento que estamos vivendo e contribui para o avanço da questão. Queremos olhar para o futuro de forma crítica, mas infelizmente esbarramos em vários retrocessos — diz Debora, formada em Relações Internacionais.

principais estudiosas desses temas, coordenou o trabalho.

 

— A moda entra para ajudar a democratizar essa discussão. Nossa roupa reflete todas essas transformações que não podem mais ser ignoradas. Temos uma série de marcas investindo na ausência total de gênero em suas peças. Isso é reflexo do momento que estamos vivendo e contribui para o avanço da questão. Queremos olhar para o futuro de forma crítica, mas infelizmente esbarramos em vários retrocessos — diz Debora, formada em Relações Internacionais.

 

 

Embora reconheça avanços, para Debora Albu ainda estamos caminhando a passos muito lentos - Royaann Miller

Debora participou de um intercâmbio no Institut des Sciences Politiques, de Paris, onde realizou um curso sobre gênero e política e outro sobre conflitos urbanos e desenvolvimento social.

Ela também fez um curso sobre igualdade de gênero nos países nórdicos, na Universidade de Oslo, na Noruega. E recentemente ingressou em um mestrado em gênero e desenvolvimento na prestigiada London School of Economics and Political Science (LSE), na Inglaterra.

— Embora todas essas questões sejam muito urgentes, aqui no Brasil ainda estamos caminhando a passos muito lentos. Mas é preciso reconhecer que, pouco a pouco, essa nova geração de feministas está transformando a nossa realidade — decreta.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • Ícone Instagram
Instagram
  • Branco Facebook Ícone
Facebook

SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DO VESTUÁRIO DO DF 

(61) 3234-0414

SIA trecho 04, lote 1130

Edifício SENAP I (Cobertura)

Guará - Brasília /DF     Cep: 71200040 

© 2018 SINDIVESTE - SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DO VESTUÁRIO DO DF