Finíssimo Aposta: Conheça as estampas de Vittor Ibanes e sua Janela do Infinito

 

Entre abril e julho do ano passado, nós demos início à uma série de matérias intitulada Finíssimo Aposta, onde apresentávamos a você, leitor, algumas marcas bem interessantes que estavam despontando na moda local. Desde então, um ano se passou e, como o consumidor brasiliense está cada vez mais interessado pelas roupas e acessórios produzidos por aqui, novas etiquetas ganharam a atenção dos fashionistas da capital federal, como a Janela do Infinito, do artista visual Vittor Ibanes.

 

As peças criadas por Vittor têm como destaque as estampas étnicas produzidas pelo ilustrador, que até então tem se inspirado na diversidade da nossa natureza e ancestralidade para criar camisetas, blusões e moletons que evidenciam suas padronagens tribais. Para sua próxima coleção, no entanto, o artista irá apostar na arte egípcia, inaugurando a lista de povos que o designer pretende homenagear em sua marca.

 

Vittor, que também oferece outros produtos e serviços, como quadros emoldurados e grafites personalizados, idealizou sua etiqueta após uma delicada crise financeira, onde resolveu unir seu hobby de infância à sua paixão pela moda. “Sempre gostei muito de desenhar e fui me aperfeiçoando com o passar do tempo, então me desafiei a empreender com minhas habilidades de ilustração, tendo pouquíssimo ou nenhum recurso. Foi quando decidi criar a Janela do Infinito”, conta.

 

Segundo ele, o nome da marca surgiu a partir de uma pesquisa sobre pintura corporal. “Eu encontrei esse nome no livro do LUX Vidal. Os padrões reproduzidos pelos povos tribais consistem em infinitas repetições de uma unidade básica, a qual é repetida sequencialmente em vasos, corpos, cestos, construções e etc. A fim de catalogar e estudar esses padrões, a obra de Lux Vidal traz pequenos recortes desses padrões, o que ele chama de Janela do Infinito. Por enxergar a arte como uma infinita forma de expressão e liberdade, sem amarras e limites, resolvi me apoiar nesse conceito”, explica.

 

Aos 28 anos, o brasiliense não mira em nenhum público específico para criar seus produtos. Para ele o importante é que suas peças estejam acessíveis a todos. “Sou um artista que veio da periferia da Ceilândia e, se eu estou conseguindo ocupar outros espaços hoje, é meu dever ter essa consciência. Cansei de querer vestir roupas legais na minha adolescência, mas ter que me contentar com o que dava para comprar. Portanto, é meu dever facilitar o acesso da galera que vem de onde eu vim”, salienta.

 

 

Confira mais do bate-papo que tivemos com o idealizador da Janela do Infinito:

 

 

Quantas peças são produzidas e vendidas por mês?

 

A Janela tem uma produção sazonal. Trabalhamos com estoque. A cada dois meses, produzimos uma nova remessa, variando estampas e cores e mantendo algumas ilustrações que são nossos carros-chefes, como o Tukano e o Kolar.

 

 

Como você avalia o consumidor brasiliense? O pessoal daqui consume o que é produzido na cidade ou você sente algum tipo de preconceito em relação a isso?

 

“Vocês são daqui?” é a pergunta mais frequente nos eventos que participamos. Muitos brasilienses ficam surpresos e também contentes de descobrir a produção local. As pessoas daqui são super abertas, mas ainda precisamos de estratégias pra chegar até elas, promovendo a cena local.

 

Como você avalia a mão de obra em Brasília? Você consegue produzir tudo por aqui ou é necessário contar com profissionais de outros estados?

 

Todo o meu processo é feito aqui e não tenho do que reclamar. Temos ótimos profissionais. Meus fornecedores e parceiros são todos de Ceilândia e Taguatinga, cidades super estruturadas com profissionais capacitados e preços sensacionais.

 

 

 

Onde as pessoas podem encontrar suas peças para comprar?

 

Em breve, a Janela terá seu próprio espaço, mas, enquanto isso não acontece, os pedidos são feitos pelos nossos perfis no Instagram e no Facebook. @janeladoinfinito  www.facebook.com.br/janeladoinfinito. Outra forma de acessar a Janela são os eventos que participamos, como Picnik, Liga Pontos, Transparente e outras que estamos sempre informando pelo nosso Insta.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • Ícone Instagram
Instagram
  • Branco Facebook Ícone
Facebook

SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DO VESTUÁRIO DO DF 

(61) 3234-0414

SIA trecho 04, lote 1130

Edifício SENAP I (Cobertura)

Guará - Brasília /DF     Cep: 71200040 

© 2018 SINDIVESTE - SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DO VESTUÁRIO DO DF