As maiores tendências para o inverno 2018

23/03/2018

As temperaturas seguem elevadas, mas as coleções de pre-fall 2018, apresentadas entre dezembro e janeiro, já apontam os caminhos do próximo inverno.

 

 

Pode Relaxar

As formas amplas, os tecidos confortáveis, como tricôs, malhas felpudas e cetim, e peças que ativam nossa memória afetiva continuam em alta. A diferença agora é que as proporções ficam ainda mais espaçosas em peças que combinam a elegância da alfaiataria com a praticidade do esportivo.

 

Givenchy (Givenchy/Reprodução)

 

 

Alistramento

As listras apareceram nas coleções de verão 2018 e migraram para o pre-fall 2018 em versões múltiplas. Largas, finas, horizontais, verticais, diagonais, coloridas, monocromáticas esportivas ou de alfaiataria, elas estão por toda parte. Nesse caso, vale combinar padrões, cores e sentidos diferentes.

 

Diane von Furstenberg (Diane von Furstenberg/Reprodução)

 
 
60’s versão 2.0

Os ideais libertários dos anos 1960 voltam a inspirar a moda no momento em que movimentos conservadores ameaçam conquistas e liberdades. A minissaia sai na frente como o abre-alas do espírito jovem e da liberdade sexual, seguida pela alfaiataria mod e pela geometria futurista.

 

 

Sonia Rykiel (Sonia Rykiel/Reprodução)

 
 
Pescoção

Tem a ver com a volta da moda dos anos 1960, com a remanescente influência 70s e a atual paixonite 90s. Ou seja, a gola alta, que acompanhamos há algumas temporadas, segue firme e forte desde nos modelos mais justinhos, tipo segunda pele, até nos mais volumosos.

 

Emilio Pucci (Emilio Pucci/Reprodução)

 
 
Apaixonada Pelo Passado

Sabe os vestidões românticos com cara de vintage que a Gucci e a Vetements fizeram virar hit? Pois bem: eles aparecem aos montes nas coleções pre-fall 2018, com babados pontuais, florais e elementos do mundo do boudoir.

 

Gucci (Gucci/Reprodução)

 
 
Deslocada

O minimalismo e as formas puras da alfaiataria clean das últimas temporadas ficam menos certinhos nessa temporada com cortes assimétricos (de preferência diagonais), detalhes pontuais e estruturas deslocadas.

 

Jil Sander (Jil Sander/Reprodução)

 
 
Western Suave

Resquício da trend do verão passado, as referências ao estilo faroeste dá a cara por meio de peças de couro ou camurça, algodões de aspecto cru, franjas e tachas, porém em versão light e combinadas a peças mais básicas do guarda-roupa.

Diane von Furstenberg (Diane von Furstenberg/Reprodução)

 
 
Ao Quadrado

A padronagem xadrez, típica da alfaiataria masculina, foi uma forte influência na moda feminina das últimas temporadas. Agora, o motivo geométrico deixa os ternos e toma os vestidos, as blusas e uma ampla gama de peças mais fluidas e casuais.

Bottega Veneta (Bottega Veneta/Reprodução)

 
 
Nem Tão No Chão

Com os anos 1960 influenciando boa parte das coleções nessa meia-estação, os saltos sabrina (ou kitten heels) prometem conforto e praticidade, às vezes até com um toque futurista.

 

Emporio Armani (Emporio Armani/Reprodução)

 
 
Power Dressing

Mulher nenhuma precisa de ombreiras e cores sóbrias para imprimir respeito no ambiente de trabalho. Com isso, os ternos de agora ganham cores intensas, estampas e formas fluidas e oversized.

 

Victoria Beckham (Victoria Beckham/Reprodução)

Por Luigi Torre

https://elle.abril.com.br/moda/as-maiores-tendencias-para-o-inverno-2018/

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • Ícone Instagram
Instagram
  • Branco Facebook Ícone
Facebook

SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DO VESTUÁRIO DO DF 

(61) 3234-0414

SIA trecho 04, lote 1130

Edifício SENAP I (Cobertura)

Guará - Brasília /DF     Cep: 71200040 

© 2018 SINDIVESTE - SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DO VESTUÁRIO DO DF