Azzedine Alaia: Um bom designer não morre, vira exposição

28/01/2018

 

 

 

 

Ele é costureiro, artista, e o principal: escultor da forma feminina. Azzedine Alaia, o designer rigoroso, que não cedia a pressão do calendário da moda mundial para produzir suas coleções, é um grande nome do século 20 e 21, e se tornou cada vez mais importante pelo esforço de aperfeiçoar sua estética. Foi ele que descobriu novos materiais como a lycra e reviveu a viscose. O estilista faleceu em novembro de 2017, porém seu trabalho continuará, e a marca e o Atelier serão levados a diante, com profunda orientação nos arquivos e obras deixados.
 

 

Como um bom e notável designer, Alaia já está tendo algumas de suas criações expostas em Paris, de 22 de janeiro/18 a 10 de junho/18, no Palais Galliera, com a curadoria do parisiense Olivier Saillard. A exposição ‘Je Suis Couturier’ captura o espírito de Azzedine Alaia ao apresentar peças únicas do estilista/ costureiro, revelando uma história singular e a arte de fazer roupas.


“Ele não queria dinheiro ou glória, mas queria que seu trabalho e o trabalho dos designers que admirava estivessem disponíveis para a próxima geração.”-Carla Sozzani sobre Alaia
 

O futuro da marca começa mantendo Alaia vivo, e ao redor de seus trabalhos é possível sentir o ateliê.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • Ícone Instagram
Instagram
  • Branco Facebook Ícone
Facebook

© 2018 SINDIVESTE - SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DO VESTUÁRIO DO DF