top of page
Buscar
  • sindivestedesign

Roupas únicas e exclusivas que traduzem um símbolo de resistência, nas passarelas do Goiás Fashion

O destaque ficou por conta das estampas como obras de arte que permeiam saias versáteis, sobreposições, alfaiataria e, principalmente, upcycling (reutilizável)


Estampas como obras de arte que permeiam saias versáteis, sobreposições e alfaiataria e, principalmente, upcycling | Foto: Reprodução


O estado de Goiás vem ganhando destaque nas grifes autorais que estão despontando no mercado nacional, como a Duuo Arte, da estilista Auriele Moraes que trouxe uma coleção-manifesto para refletir sobre o amor, nas passarelas do Goiás Fashion Week (GFW), recentemente. O destaque ficou por conta das estampas como obras de arte que permeiam saias versáteis, sobreposições, alfaiataria e, principalmente, upcycling (reutilizável).


Desde 2016 nadando contra a maré do fast fashion (moda rápida) e o fluxo de produção na capital goiana, a marca se destaca por coleções artísticas. Capitaneada pela estilista Auriele Moraes, conhecida como Auri DuuO, a etiqueta enfrenta com muita força e determinação os obstáculos do mercado fashion brasileiro, lutando pela moda autoral.

Batizada de ‘Amor, Livre, Livre’, a coleção para esse desfile do GFW, reflete sobre o amor não ser sobre a dor, todos os elementos da passarela trazem a história do amor, se transformando e ressignificando, com escritas e declarações nas peças. O vermelho em destaque vem da pétala de rosa vermelha, que representa a paixão.


“A ideia sempre foi contar a história do amor, mas desconstruir essa visão que às vezes confundimos com dor. O amor é livre, a gente tem que flutuar e se permitir, no desfile eu trago o elemento da rosa vermelha que representa tantos casais apaixonados, mas eu desconstruo ela na passarela, eu trago as pétalas soltas formando novos desenhos, novas possibilidades”, explica.


Um verdadeiro dueto de moda e arte, as roupas são únicas e exclusivas e traduzem um símbolo de resistência, apresentadas na passarela de Goiânia. As modelagens permitem liberdade e versatilidade, cada peça pode ser usada de outras maneiras, instigando a criatividade do cliente.


“Os bailarinos contam bem a história dessa coleção, primeiro eles entram com as saias grudadas, representando a fase onde a gente acha que o amor é prisão, ficar preso um na vida do outro. Mas, não, o amor é sobre se permitir, ser livre. No final eles se desprendem e flutuam, e depois escolhem ficar juntos”, continua.


Ao ser questionada da sensação de poder trazer essa mensagem para a semana de moda, Auri afirma que a sensação é de muita gratidão e dever cumprido. “Estamos colhendo o que está sendo plantado, nos últimos tempos está vindo uma leva de estilista nacionais, muito talentosos. Nós estamos começando a se valorizar, e esse movimento de autovalorização nos permite levar nosso trabalho adiante”, celebra a estilista.

Goiás Fashion Week

Com três dias intensos de inovação e celebração, foi realizada recentemente a 16ª edição do GFW, segundo maior evento de moda do Brasil, que aconteceu no Estádio Serra Dourada, entre os dias 24 e 26 de outubro, como parte das comemorações do aniversário de Goiânia.


Com a temática ‘Pela Paz’, a passarela contou com mais de 40 marcas locais e nacionais expondo suas coleções, destacando a diversidade da moda goiana e promovendo uma mensagem de paz. O objetivo da semana de moda é valorizar o mercado de moda goiano com desfiles e presença de celebridades, além de ser destaque no mundo da moda, a GFW desempenha importante papel na economia local e faz parte do calendário cívico, cultural e turístico do estado de Goiás.


Entre as celebridades que participaram da semana de moda estavam Helen Ganzarolli, que desfila no evento há 16 anos, nomeada embaixadora oficial da GFW, Luciana Gimenez, Hariany Almeida, Marina Ferrari, Pamela Drudi e Gui Araújo, que bateu um papo com O Hoje, e contou como foi desfilar no segundo maior evento de moda do Brasil.


“Após três anos sem vir pra Goiânia sem fazer nada relacionado à moda, eu pensei que a melhor hora de voltar é agora. Mesmo trabalhando há muito tempo, parece que faltava desfilar nas passarelas do GFW, eu já fiz o Fashion Week algumas vezes em São Paulo, mas agora que deu um check. Mesmo não desfilando há algum tempo, o frio na barriga continua o mesmo”, explica o modelo e influenciador digital, Gui Araújo.





Fonte: O HOJE

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

INFORMATIVO MPME Nº14

Programa "Desenrola Pequenos Negócios" promove Renegociação de Dívidas para MEIs, Micro e Pequenas Empresas O programa "Desenrola Pequenos Negócios" para renegociar dívidas de MEIs, micro e pequenas e

Comments


bottom of page