top of page
Buscar
  • sindivestedesign

Iniciativa transforma roupas velhas em tijolos impermeáveis

Criada pela francesa Clarisse Merlet, a FabBrick reutiliza peças que seriam descartadas para confecção de itens de marcenaria e decoração.



Com foco em reutilizar peças consideradas descartáveis, a jovem Clarisse Merlet criou uma iniciativa que transforma roupas velhas em tijolos impermeáveis e resistentes ao fogo. Batizado de FabBrick, o material é confeccionado com cerca de três camisetas para cada unidade.


Vem conferir!


Em 20128, na França, a então estudante de arquitetura Clarisse Merlet encontrou uma solução para a quantidade de resíduos têxteis criados pela indústria. Ela unia técnicas da construção civil para elaborar uma forma de reaproveitar os restos de roupas em tijolos decorativos e isolantes.

Para a fabricação, as roupas velhas são misturadas a uma cola ecológica que a própria Clarisse criou, depois imprensadas em um molde. Após serem removidos, os tijolos são deixados para secar durante duas semanas. De acordo com a idealizadora, todos os tipos de materiais de roupas podem ser utilizados, como algodão, poliéster e elastano.





Roupas velhas viram tijolos

Com características próprias, os tijolos feitos de roupas velhas são resistentes ao fogo e à umidade, além de proporcionarem isolamento térmico e acústico. Segundo a FabBrick, desde o lançamento, mais 40 mil unidades foram produzidas. Com isso, cerca de 12 toneladas de resíduos têxteis foram reciclados.

Desenvolvidos em quatro tamanhos diferentes, os tijolos podem ser utilizados como revestimento, além da confecção de móveis e itens de decoração, como luminárias, mesas, cadeiras e bancos. O principal propósito da iniciativa é contribuir para uma cadeia produtiva que cause menor impacto ao meio ambiente e, consequentemente, ao planeta.





Com sede na França, a FabBrick inova ao criar uma iniciativa que transforma o que não seria mais utilizável em algo novo — e com propósito. Recentemente, o país europeu anunciou a criação do programa nacional de auxílio financeiro para moradores que optarem pelo conserto de roupas e calçados danificados.



Fonte: METRÓPOLES

0 visualização0 comentário

Kommentare


bottom of page