top of page
Buscar
  • sindivestedesign

Iesb apresenta Gallery Couture, desfile com peças autorais de alunos.

Atualizado: 3 de jul.


Na noite da última sexta-feira (21/6), o desfile Gallery Couture foi apresentado pelos alunos

do curso de moda do Centro Universitário Iesb. Com espaço para assuntos variados, o evento foi dividido em três blocos para expor trabalhos de calouros, veteranos e formandos da instituição.



Durante os preparativos para o desfile, os jovens designers se organizaram para montar os looks que iriam à passarela. Nos corredores do prédio, já era possível compreender a mistura de referências e cultura que compunham a apresentação.

Logo ao início do show, realizado no auditório do campus Iesb Sul, os estudantes destacaram para o público presente que os visuais expostos na passarela eram, além de roupas, uma forma de expressão como verdadeiras peças de arte.

Os alunos quiseram introduzir uma perspectiva de eventos da alta sociedade mundial ocupados pela cultura urbana e brasileira. Trata-se de uma tentativa de incluir contextos que tradicionalmente não são abordados pela alta-costura.



O primeiro bloco teve o tema Sleeping Beauty (nome original do clássico filme A Bela Adormecida), com looks interpretando a temática de sonhos. Em seguida, a temática Bad Romance (título inspirado no hit de Lady Gaga, musa pop e ícone fashion dos anos 2000) englobou peças em alfaiataria e design clássico.

A última parte foi focada na moda urbana, com roupas voltadas para o streetwear. Na contramão da visão europeia sobre o Brazilcore, alguns estudantes refletiram sobre a realidade do Brasil, ao abordar cultura, religião e estéticas muito além do futebol.

Os personagens representados no desfile passaram pelo Bumba Meu Boi, tradicional do folclore brasileiro, e chegaram ao imaginário da série Peaky Blinders, com direito ao estilo das máfias de Londres, na Inglaterra. Ao todo, foram revelados 136 visuais produzidos pelos estudantes nas disciplinas de Projeto Integrador.



Os shows de moda propostos pela instituição servem como uma forma de materializar todo o conhecimento oferecido ao longo do semestre. O projeto explora a criatividade e treina os futuros profissionais para o mercado de trabalho.

Após o desfile, o auditório se tornou um espaço para conexões que vão para além do campus. Por meio de possíveis empregadores ou a partir da divulgação do evento, a passarela também oferece visibilidade para futuros talentos.

“Os desfiles não apenas consolidam o aprendizado teórico, mas também capacitam os alunos para enfrentar desafios reais da indústria da moda”, destaca Maísa Abranches, coordenadora do curso de moda no Iesb.

Os estudantes ambiciosos aproveitam a oportunidade para um passo em alavancar os nomes do Distrito Federal na moda nacional. Em um cenário local ainda pouco valorizado, o objetivo é ampliar as fronteiras no mercado.


“Queremos fazer com que a moda vire um movimento aqui em Brasília. Nosso objetivo como designers é crescer nosso mercado e mostrar que somos capazes de transcender a moda e dar o devido valor ao nosso trabalho”, aponta a aluna Luísa Arruda sobre as próprias aspirações de carreira.

A participação de instituições e personalidades do mercado em pequenos eventos de moda impulsionam a evolução dos talentos emergentes. A cada interação, o cenário local se beneficia da moda para além dos padrões, mas como um movimento inclusivo e próspero.



Fonte: METROPOLES

2 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page