top of page
Buscar
  • sindivestedesign

Artistas de Brasília expõem obras de arte em peças de roupa

No coração de Brasília, um grupo de artistas plásticos está na missão de provar a força da interseção entre moda e arte plástica. O coletivo Tela Ambulante promove a exposição É Arte Ou É Moda?, no Espaço Cultural do Venâncio Shopping, em que a arte é transposta do quadro para peças de roupas que seriam jogadas no lixo.

Em exibição até 23 de março de 2024, a exposição é muito mais que um flerte entre moda e arte. É, de fato, um casamento. Os cinco artistas participantes provam que a estética não se limita à moldura e à parede e pode, sim, ocupar outros formatos e ganhar movimento ao tomar forma em uma peça de roupa.

Ao todo, são 16 obras expostas, mas a programação não para por aí. O espaço conta com uma arara com peças que podem ser adquiridas pelos interessados. Além disso, o coletivo Tela Ambulante customizará na hora roupas levadas pelos visitantes, que também poderão encomendar as obras.



Artistas e Tela Ambulante

O time de artistas plásticos é composto por Victor Hugo Soulivier, fundador do Tela Ambulante, Madá Granja, Sairon Santos, Marina Rebello e Vanesa Liberato. O objetivo de Victor Hugo foi convidar artistas iniciantes no universo da arte têxtil, para que suas descobertas nesse novo ciclo do coletivo acontecessem junto com as do público.

“A ideia é dar visibilidade para artistas que não trabalham de forma direta com tecidos e criar a conexão entre arte e linguagem têxtil. Desta forma, vamos promover um diálogo com o tecido para o desenvolvimento de novas obras, ao mesmo tempo em que se tem a observação do público”, explica Victor Hugo Soulivier.




É possível visitar a exposição É Arte Ou É Moda? de segunda a sábado, das 10h às 21h, no Espaço Cultural do Venâncio Shopping. A imersão também promove diálogos sobre o tema, nos quais a participação do público acresce à experiência dos artistas.



Fonte: Metropoles

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Copom mantém a taxa Selic em 10,50% a.a.

O ambiente externo mantém-se adverso, em função da incerteza elevada e persistente sobre a flexibilização da política monetária nos Estados Unidos e quanto à velocidade com que se observará a queda da

留言


bottom of page